Direção:  Mailsa Passos e Virgínia Oliveria Silva

Duração: 15′

João Pessoa

2014

O cotidiano de um homem comum que, para garantir a sua sobrevivência e a de seus filhos, realiza ações excepcionais pelas ruas e praças de duas cidades pernambucanas: Olinda e Recife.

“DIABOLIN” é um documentário fruto da pesquisa “Artes do fazer: diálogos e alianças da afrodiáspora em redes educativas” (PROCIÊNCIA; CNPq; FAPERJ) do GP “Culturas e Identidades no Cotidiano”, coordenado pela Prof.ª PhD Mailsa Passos do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ProPed-UERJ), e das ações conjugadas em torno de duas áreas de conhecimento, Cinema e Educação, realizadas pelo GP supracitado ao GP “Políticas Públicas, Gestão Educacional e Participação Cidadã”, coordenado pela Prof.ª PhD Virginia de Oliveira Silva, no Centro de Educação da Universidade Federal da Paraíba (CE-UFPB) , bem como pelo Projeto Cinestésico, também coordenado pela Prof.ª Virginia, na Linha Linguagens Audiovisuais, Formação Cidadã e Redes de Conhecimento do nosso GP, no CE-UFPB. A produção do audiovisual começou a tomar forma a partir de reflexões travadas à luz de Gilroy (2001), Bakhtin (1981; 2003; 2004), Hall (2003), Sodré (1999), Said (2004; 2007), Santos (2007; 2008; 2010), Bhabha (1998), dentre outros, e de debates sobre as tentativas de construção do herói nas narrativas dos povos negros, geralmente invisibilizadas e escamoteadas pelo discurso hegemônico, branco e europeu.